Pagina principal

Novos Eixos Viários na Alta de Lisboa

Maio 16, 2013
  • Inauguração de Eixos Viários na Alta de Lisboa
    Inauguração de Eixos Viários na Alta de Lisboa
  • Inauguração de Eixos Viários na Alta de Lisboa1
    Inauguração de Eixos Viários na Alta de Lisboa1
Array


Foram inauguradas em 18 de maio pelo presidente da Câmara, António Costa, a Avenida Santos e Castro e o Eixo Central, duas vias estruturantes que facilitam a entrada e a saída da cidade entre a 2.ª Circular, o Campo Grande e a Porta Norte. No final da cerimónia o autarca ativou também o sistema semafórico das infraestruturas viárias.

A Avenida Santos e Castro que funcionará como novo eixo de distribuição viária, estabelecendo a ligação entre o Eixo Norte-Sul, a Segunda Circular. O Eixo Central, com a sua grande alameda, de perfil idêntico ao da Avenida da Liberdade, cumpre a ligação o Tejo os limites norte da cidade, ligando o “grande corredor verde” entre o Campo Grande, o Parque das Conchas e o Parque Oeste.

Com início na Porta Sul, que se assume como a Porta de Entrada por excelência da Alta de Lisboa, as duas vias permitem uma maior fluidez do trânsito a partir do Campo Grande e da Segunda Circular, aproximam a alta da cidade ao centro e estabelecem ligações viárias com a área urbana envolvente.

Na sua intervenção, António Costa começou por frisar que a inauguração da Avenida Santos e Castro é, antes de mais, uma homenagem a Santos e Castro, presidente da autarquia lisboeta entre 1969 e 197 que deu início ao projeto agora concluído. O edil agradeceu a presença dos seus familiares, particularmente do deputado Ribeiro e Castro.

Esta inauguração, afirmou o autarca, passados alguns anos do prazo estimado para a conclusão das obras “corresponde simbolicamente, de alguma forma, ao fim de vários ciclos”, uma vez que novas vias encerram “o ciclo dos grandes eixos viários na região de Lisboa” e “a conclusão de um ciclo de grandes operações de urbanização na cidade”. O edil acrescentou que se trata de “dois eixos fundamentais” da Alta e Lisboa, uma vez que a Avenida Santos e Castro vai permitir às populações de Camarate, da Ameixoeira e da Charneca chegarem mais rapidamente ao centro da cidade, ajudando a descongestionar a avenida Padre Cruz e o Eixo Norte-sul.

Em relação ao Eixo Central da Alta de Lisboa, para o presidente da autarquia "esta última parcela da capital que falta urbanizar" será a coluna vertebral da cidade, uma via com a largura da Avenida da Liberdade servida por um grande parque verde na zona central, por bons passeios e boas áreas de circulação ciclável. Projetada há cerca de 15 anos pelo atual vice-presidente da CML, o arquiteto Manuel salgado, esta é “uma avenida de características urbanas que vai suportar nas próximas décadas o desenvolvimento de toda esta área, com uma especial qualidade do desenho urbano”, representando “uma grande valorização de toda zona da Alta de Lisboa”.

A terminar, António Costa agradeceu a atuação da Banda Filarmónica da Charneca, umas das únicas três bandas não regimentais de Lisboa, e ainda a prestimosa colaboração do presidente da Câmara de Loures, Carlos Teixeira, no processo de conclusão desta obra. Lembrou no entanto que "muito falta fazer», pois este é um projeto de longo prazo, até 2030, pelo que “o grande desafio agora é que a Segunda Circular deixe de ser uma fronteira, uma espécie de cicatriz na malha urbana e passe a ser tão central como qualquer outra zona da cidade”.

Também presentes nas cerimónias estiveram a presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Simonetta Luz Afonso, os vereadores dos pelouros do Urbanismo e da Mobilidade, Manuel Salgado e Nunes da Silva, respetivamente, o presidente da Câmara de Loures, Carlos Teixeira, os presidentes das juntas de freguesia da Charneca, Maria da Graça Ferreira e do Lumiar, Nuno Roque, e o representante da SGAL (Sociedade Gestora da Alta de Lisboa), Dionísio Vinagre, além do deputado Ribeiro e Castro, em representação da família do homenageado Santos e Castro, entre outros convidados e população residente.

Folheto



Últimas notícias

Abr 23, 2014

Escultura Lisboa de José Guimarães Restaurada

Teve lugar, no passado dia 23, na praça 25 de Abril, uma cerimónia que assinalou o final da obra de... saber mais...

Abr 23, 2014

Terreiro do Paço - Concerto e fogo-de-artifício - 24 Abril

A partir das 22h30, arranca Mais Abril - 40 anos, o grande concerto das comemorações dos 40 anos do... saber mais...