Educação, Intervenção social, Município

O dia em que se afirmam os direitos das crianças

31, Maio 2018
1 de Junho é uma data de festa, porque de festa são sempre os sorrisos dos mais pequenos, mas é também uma data que exige reflexão quanto aos direitos das crianças e às garantias que a sociedade deve assegurar para que possam continuar a sorrir. Direitos que a Câmara Municipal de Lisboa, neste Dia Mundial da Criança 2018, assume o compromisso de tudo fazer para assegurar, direitos que lembra em várias iniciativas que promove, particularmente no lançamento de um prémio municipal.

​No dia em que se celebram os direitos da criança, de todas as crianças, a Câmara Municipal de Lisboa promove diversas iniciativas para assinalar a data, reitera os dez princípios da Declaração dos Direitos da Criança e manifesta a vontade de tudo fazer para que em nenhum rosto falhe um sorriso, que a nenhum dos mais pequenos seja negado um direito. Às 10h00 é lançado na Escola Francisco Arruda o Prémio Municipal “Direitos Humanos na Criança e no Jovem”, ao mesmo é assinalado o arranque das obras de requalificação da EB Moinhos do Restelo e às 14h30 é inaugurado o renovado Teatro Luís de Camões (LU.CA) na Calçada da Ajuda.

A Declaração dos Direitos da Criança, aprovada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1959, afirma no seu preâmbulo que “a Humanidade deve à criança o melhor que tem para dar (...) com vista a uma infância feliz e ao gozo, para bem da criança e da sociedade, dos direitos e liberdades” que estabelece.

1 de Junho por isso uma data de festa, porque de festa são sempre os sorrisos dos mais pequenos, mas é também uma data que exige reflexão quanto aos seus direitos e às garantias que a sociedade deve assegurar para que possam continuar a sorrir.

Porque uma criança é, todas as crianças são, afinal, o melhor de todos nós.