Cultura e Lazer

O Natal chegou a Lisboa

01, Dezembro 2017
Chegou um dos momentos altos da vida da cidade.Às 18h00 em ponto na Praça do Comércio o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa carregou no botão que acedeu oficialmente as luzes de Natal, dando assim início a um vasto programa preparado para esta quadra festiva.
  • O Natal chegou a Lisboa
    O Natal chegou a Lisboa

"Melhorar os momentos em família, o Natal é a festa da família, do encontro e da partilha em conjunto e tudo na cidade foi pensado para isso mesmo", foi desta forma que Fernando Medina explicou o grande objetivo da programação do Natal em Lisboa.

Junto ao pinheiro de Natal, já acesso, uma estrutura com cerca de 30 metros onde brilham mais de 86 mil lâmpadas, Fernando Medina espera que as iluminações "tragam mais pessoas à rua, às praças, às lojas, valorizando, desta forma, o comércio local."

Na Praça juntaram-se milhares de pessoas que acompanharam o presidente da Câmara de Lisboa num percurso pelas principais artérias da baixa pombalina.

Da Praça do Comercio, subindo a Rua Augusta até ao Rossio, Rua do Carmo, Largo do Chiado terminando este “ passeio natalício” no Largo Camões.

A animação foi assegurada ao logo de todo o percurso por uma Parada de Natal onde não faltaram as típicas personagens que marcam esta época como o pai ou a mãe Natal, duendes, bailarinas mas também com os estalatitos, criaturas vindas do futuro de fatos leds.

Uma parada que irá animar as ruas da baixa durante todo o fim-de- semana.

Por toda a cidade as decorações estarão espalhadas por 36 praças, ruas e avenidas e que resultam de uma preocupação da autarquia em dinamizar o comércio fora na zona central da cidade.

Regressam as iluminações à Avenida da República e à Avenida Fontes Pereira de Melo e serão iluminadas, pela primeira vez, a Rua da Misericórdia e a Rua de Belém.

Este ano Lisboa será iluminada com recurso a mais de 2 milhões de lâmpadas de baixo consumo com tecnologia LED, permitindo uma poupança energética na ordem dos 80% .

As iluminações deste ano procuram recordar o “património histórico e cultural que se espalha pela cidade” num projecto que levou cerca de 15.000 de trabalho a concretizar.

Mas há muito mais para ver e fazer nesta quadra na cidade, de regresso estão os concertos nas igrejas, uma "tradição", diz o Presidente da CML mas também o videomapping que, este ano, se muda para a Alameda Afonso Henriques, uma forma, diz Fernando Medina de valorizar também o comércio daquela zona da cidade.

A programação de Natal (iluminações, programa cultural e videomaping) resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa, a UACS, EGEAC e ATL.

Array
Mais notícias sobre:
Cultura e Lazer