Ajuda, Alcantara, Alvalade

Olá Festas! Até para o ano, Olisipíadas

30, Maio 2015
  • Encerramento das Olisipiadas
    Encerramento das Olisipiadas
  • Encerramento das Olisipiadas
    Encerramento das Olisipiadas
  • Encerramento das Olisipiadas
    Encerramento das Olisipiadas
  • Encerramento das Olisipiadas
    Encerramento das Olisipiadas

Os Jogos “regressaram este ano, mas vão continuar para todos os anos futuros nesta Cidade”. A garantia foi dada por Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, na festa de encerramento da primeira edição das Olisipíadas, que decorreu dia 30 de maio no Estádio Universitário de Lisboa.

O Desporto é uma “parte essencial da vida em cidade”, disse o presidente da Câmara, enaltecendo a importância dos Jogos como um veículo de transmissão “de muitos valores importantes às nossas crianças e aos nossos jovens”. Valores como o desportivismo, o fair play, o sacrifício, o principio de aprender a conviver com a desilusão e frustração. “Tudo isto faz parte da aprendizagem e do crescimento das crianças e nada melhor que o desporto para ajudar a inculcar todos estes valores”, e é “por esta razão que eles irão continuar”, assegurou.

Numa nota final, Fernando Medina deixou uma palavra de agradecimento pelo trabalho de Jorge Máximo, vereador do Desporto da autarquia, que considerou “a grande força motora destes Jogos”. Um agradecimento, que se estendeu aos pais, crianças, escolas, coletividades, associações, clubes, federações, e “muito em particular às juntas de freguesia da cidade”, parceiras da autarquia na organização. Para o autarca, o modelo de organização dos Jogos provou que a “governação a 25 é de facto a melhor para a cidade”.

“O desporto tem o poder de unir o mundo, ele fala às crianças de uma forma que elas entendem”. A frase, de Nelson Mandela, esteve na base da decisão de retomar os Jogos, revelou Jorge Máximo.

O projeto “é de formação”, realçou o vereador do Desporto, numa intervenção emocionada que refletia o entusiasmo e empenho de uma equipa que tornou possível esta primeira edição. De acordo com os dados avançados pela organização, “setenta por cento das crianças que participam nas Olisipíadas não são federadas”.

Acompanhadas pelo Kiko - a mascote dos Jogos -, os atletas das 24 freguesias desfilaram então, ao som do grupo de percussão Eclodir Azul, perante um público naturalmente entusiasmado, que encheu as bancadas do  Estádio Universitário de Lisboa. Antes da competição, lugar ainda para o Hino das Olisipíadas, interpretado pelos Anjos, e exibições de atletas do Lisboa Ginásio Clube e do Ginásio Clube Português.

Durante o fim de semana, além das modalidades em competição, o programa contempla experimentação e demonstrações de outras modalidades. Insufláveis, escalada, zumba, yoga, jogos com bola, pinturas faciais e muitas outras animações, preenchem o programa desta fase final. O Programa "Lisboa vai ao Parque" está em destaque sábado e domingo.

Ao final do dia, a festa culmina com o concerto dos Anjos, dia 30, e dos D.A.M.A, no dia 31, integrados nas Festas de Lisboa.

Balanço dos Jogos

A 1ª edição das Olisipíadas registou um total de 5250 inscrições, incluindo atletas, delegados, dirigentes, monitores e treinadores. O regulamento permitia a inscrição de cada criança em mais do que uma modalidade.

Futsal (1045), Natação (764), Ginástica (566) e Basquetebol (473), foram as modalidades mais participadas, com os rapazes a preencher cerca de 70% das inscrições.

Consulte aqui as classificações finais

Array
Mais notícias sobre:
Ajuda, Alcantara, Alvalade