Alvalade, Ambiente, Higiene urbana

Porque Lisboa merece ser cuidada

02, Abril 2015
  • Campanha Higiene Urbana em Alvalade
    Campanha Higiene Urbana em Alvalade

Alvalade recebeu em 2 de abril o Núcleo de Fiscalização do Departamento de Higiene Urbana da Câmara de Lisboa, em mais uma ação de sensibilização que desde o início do ano têm vindo a ser levadas a cabo nas freguesias. Duarte Cordeiro, vereador do município, e André Caldas, presidente da Junta de Freguesia, acompanharam a equipa e contactaram com vários comerciantes na Avenida da Igreja. 

O vereador com o pelouro da higiene urbana insistiu na necessidade de serem respeitados os locais para a colocação de lixos e os horários, lembrando que o objetivo da autarquia é sobretudo sensibilizar. No entanto, em caso de incumprimento, é sempre bom lembrar que as equipas de fiscalização atuam e a coima pode ser superior a 700 euros. 

Porque “a Câmara tem vindo a fazer um grande esforço para melhorar a limpeza da cidade” mas a colaboração de todos é fundamental, disse. E quer os serviços municipais, quer a junta de freguesia podem ser contactados para que a recolha de lixos volumosos seja efetuada em dia e hora a marcar, evitando o seu depósito na rua. 

Esse é de resto um dos grandes apelos aos comerciantes, pelo que nos diversos estabelecimentos visitados foram entregues folhetos com explicações básicas e o número de telefone que pode ser utilizado: 808 2013 232. 

 

Freguesia certificada

Trata-se, para o presidente da Junta de Freguesia de Alvalade, de uma campanha com extrema importância para Lisboa, pois “toda a cidade precisa de campanhas de sensibilização para comportamentos cívicos na área da higiene urbana”, disse, frisando que não há meios suficientes para gerir uma cidade “se os comportamentos das pessoas também não forem adequados.”

Os dejetos caninos constituem um dos problemas nas ruas e passeios de Alvalade, como um pouco por toda a cidade, e André Caldas considera que “isso também precisa de muita pedagogia”. Pois tratando-se de situações que violam o regulamento municipal e podem ser sujeitas a medidas penalizadoras, é importante sobretudo que as pessoas mudem os seus comportamentos e contribuam para “uma cidade adequada à vivência de todos”, disse. 

A reorganização administrativa atribuiu mais meios às freguesias nesta área e a Junta de Alvalade está no terreno. Foram identificados os focos críticos de acumulação de resíduos e já existe um reforço da remoção nestas zonas, sobretudo junto a ecopontos e locais de menor circulação pedonal esclarece o autarca. “A proximidade permite um melhor desempenho”, realça. 

Lembrando que Alvalade foi a primeira freguesia da cidade a ser certificada, a ter um sistema de garantia da qualidade para os serviços de higiene urbana, o Certificado de Conformidade ISO 9001:2008. “Estamos muito orgulhosos com o que apenas num ano conseguimos desenvolver no exercício das competências que nos foram atribuídas”, disse.

Array
Mais notícias sobre:
Alvalade, Ambiente, Higiene urbana