Prémio Miguel Portas

Abril 20, 2013
  • Prémio Miguel Portas
    Prémio Miguel Portas
Array

O Jardim de Inverno do Teatro Municipal de São Luiz foi o cenário escolhido por familiares e amigos de Miguel Portas para a apresentação de um prémio que leva o nome do ativista cívico e militante político, falecido há um ano.

O anúncio foi feito pelo pai, Nuno Portas, que leu um “texto coletivo”, justificando a criação do prémio - no valor de 10 mil euros (“um valor modesto”) e que se pretende anual (“se conseguirmos arranjar esse dinheiro”) – como forma de perpetuar “um legado de afetos, ideais, princípios e causas”, distinguindo “reflexões sociais e culturais, no respeito pelas diferenças” sobre problemáticas da Europa, do Mediterrâneo e de Portugal. Na ocasião, apresentou um modelo do objeto escultórico que acompanhará o prémio, vagamente evocativo de um comboio, já que “os comboios são de esquerda e o asfalto é de direita”. O júri será composto por personalidades de vários quadrantes políticos e diversas formações científicas, devendo o primeiro prémio ser atribuído ainda este ano, após abertura do concurso.

Perante uma larga audiência, onde despontavam o presidente da Câmara, António Costa, o dirigente e deputado do Bloco de Esquerda, João Semedo, e muitos companheiros do percurso cívico, cultural e político de Miguel Portas – desde antigos camaradas da UEC (União de Estudantes Comunistas), onde iniciou a sua atividade política em 1973, até aos eurodeputados seus colegas de bancada em Estrasburgo – o anúncio surgiu na sequência de uma sessão evocativa, aberta pelo filho André Portas, que explicou ter esta iniciativa partido de uma rede de amigos, “peças de uma engrenagem desse motor ainda em marcha que foi o pai Miguel”, e que passará também pela criação de um sítio Web e pela promoção de conferências. Coube ao filho mais novo, Fred, agradecer o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, dos Gráficos à Lapa (responsáveis pelo desenho do sítio Web, e demais entidades e personalidades apoiantes.

A sessão contou com uma conferência moderada pela eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, subordinada ao tema “Pontes e Margens – a crise, a Europa e o Mediterrâneo”, na qual foram oradores Anouchka Nicolet, da ONG Finance Watch, o ensaísta e académico Abdel Wahab Meddeb, o universitário libanês em Bruxelas, Rudolf El-Kareh, a deputada Ana Drago, e o historiador e responsável do Museu Reina Sofia, João Fernandes.



Últimas notícias

Out 30, 2014

Carpintaria São Lázaro vai ser Polo Cultural

A CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA ASSINALA A CELEBRAÇÃO DE CONTRATO COM OS VENCEDORES DO CONCURSO... saber mais...

Out 30, 2014

Abertura do Recreio Infantil Quinta dos Lilases

As crianças de Lisboa têm mais um parque infantil. O novo "Recreio Infantil Quinta dos... saber mais...