Pagina principal

Projeto My Neighbourhood apresentado na Mouraria

Fevereiro 27, 2013
Array

A Casa da Achada foi o local escolhido para a apresentação do projeto My Neighbourhood, My City, numa sessão que decorreu no dia 26 de fevereiro e que contou com as intervenções de Nuno Xavier, da CML, e do académico Álvaro Oliveira, para além dos esclarecimentos de elementos do GABIP - Gabinete de Intervenção da Mouraria. O projeto visa, em linhas gerais, criar uma vivência de bairro baseada na proximidade e na entreajuda, dinamizando a actividade económica e a criação de emprego, reforçando laços de solidariedade e de espírito da identidade local e contribuindo para a humanização dos laços sociais. Para o efeito, pretende-se introduzir e envolver os vizinhos no mundo das potencialidades das novas tecnologias.

O Meu Bairro, a Minha Cidade,  assim dito na versão lisboeta, é um projeto integrado no Programa CIP da União Europeia, que envolve 16 parceiros de sete países europeus, e cujo projecto-piloto passa para o terreno em Lisboa com a sua aplicação prática na Mouraria. O enfoque deste projecto consiste em trazer as potencialidades que nos permitem as novas tecnologias de informação e comunicação para o dia a dia dos habitantes dos bairros das cidades, ajudando a enfrentar a realidade dos desafios concretos com que se deparam nos seus bairros.

Assim, a atenção é centrada nas pessoas e nos seus problemas concretos, indo mais além no conceito de “Smart City”. Pretende-se atingir uma smarter city, ou ainda melhor, uma “Human Smart City”, em que o enfoque é dado à qualidade de vida dos cidadãos e aos seus problemas do dia a dia, sendo as potencialidades das tecnologias de informação e comunicação apenas instrumentais para se atingir esse fim.

Os problemas e desafios com que os habitantes do bairro da Mouraria em Lisboa (onde se localiza o projecto piloto de Lisboa) não serão muito diferentes dos que encontra um habitante de Aalborg, de Birmingham, de Milão, as cidades directamente envolvidas neste projecto, ou de outro bairro de uma qualquer outra cidade Europeia. Trata-se de desafios como a dinamização do emprego e actividade económica nos bairros, a recuperação das tradições, história e patrmónio, a mobilidade, o cuidado e apoio aos idosos e crianças, a quebra do isolamento social, de entre muitos outros.

Neste projeto, no entanto, estes desafios são ultrapassados numa perspetiva de envolvimento e ligação entre os cidadãos, agentes económicos, instituições e governo da cidade, sendo as soluções para esses problemas atingidas num processo de co-criação entre todos. Assim, no MyNeighborhood, combinam-se as novas tecnologias de informação e comunicação com metodologias das ciências sociais e humanas, num ambiente de “living-lab”, de modo a estreitar os laços de vizinhança e colaboração, em processo de co-criação de soluções para os desafios com que se depara o bairro e criando um verdadeiro ambiente propício à inovação social.

Será construido e disponibilizado um conjunto de ferramentas aos cidadãos do bairro, bem como implementadas no terreno metodologias que irão promover a ligação entre todos no bairro, a partilha e a entreajuda, resultando em inovação social, melhoria da qualidade de vida das pessoas e incremento do emprego e atividade económica. No final do projecto esse conjunto de ferramentas e metodologias, já implementadas, testadas e melhoradas no terreno, poderão ser “exportadas” para qualquer outro bairro em qualquer outra cidade.

O projecto MyNeighborhood resulta de uma candidatura ao programa CIP (competitiveness and innovation framework programme) da União Europeia

Este projecto reune 16 parceiros de 7 países Europeus: Portugal, Reino Unido, Bélgica, Noruega, Dinamarca, Itália e Finlândia. Estão envolvidas directamente as “Câmaras” das cidades de Milão, Aalborg, Birmimgham e Lisboa. Os restantes parceiros de consórcio são Universidades e Centros de Investigação nas àreas das tecnologias de informação e ciências sociais e humanas, a Rede Europeia de Living Labs e empresas na área das novas tecnologias.

O projecto inicia-se em 2013 e decorrerá até Junho de 2015 e será implementado inicialmente em Lisboa na Mouraria, e em bairros das cidades de Milão, Aalborg e Birmingham, com a perspectiva de poder ser escalado / implementado em outras cidades.



Destaques

Últimas notícias

Abr 17, 2014

A carreira de Carlos do Carmo em exposição

Carlos do Carmo – 50 anos é o título da exposição que o Museu do Fado promove até 28 de setembro na... saber mais...

Abr 16, 2014

A Voz da "Desfolhada" homenageada em Lisboa

A homenagem à Voz da “Desfolhada”, juntou dia 15 de abril no antigo cinema Tivoli, em Lisboa, nomes... saber mais...