Arroios, Misericordia, Santa Maria Maior

Quartel do RSB no Martim Moniz assegura socorro a 56 mil pessoas

05, Julho 2018
Foi inaugurado, no dia 5 de julho, o quartel do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) do Martim Moniz. O novo equipamento destina-se, prioritariamente, à intervenção nas freguesias da Santa Maria Maior, Misericórdia, Santo António, e Arroios, com cerca de 56 mil residentes.
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
  • Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz
    Inauguração do Quartel do RSB no Martim Moniz

No ato inaugural, após o descerramento da placa que assinala a ocasião e a visita demorada às modernas instalações, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, considerou que este novo quartel é a "primeira linha de defesa e salvaguarda do centro histórico da cidade, garantindo socorro de proximidade numa zona de edificado e composição social vulneráveis". O autarca referiu-se ao novo equipamento como parte de investimentos mais vastos na estrutura do Regimento, pouco tempo após a inauguração do quartel da Alta de Lisboa, investimentos que também se estendem ao dispositivo móvel (como a recente entrega de 25 novas viaturas) e ao fardamento.

Fernando Medina anunciou para breve o arranque das obras de três novos quartéis: o da Avenida Defensores de Chaves, em substituição do atual localizado nessa artéria, o da Boavista e o Quartel Central de Chelas, que integrará o comando e a escola de bombeiros sapadores. O edil lisboeta prometeu continuar com a política de novas incorporações, como aconteceu com a recente incorporação de 130 novos recrutas - "a maior em várias décadas, que veio trazer sangue novo e rejuvenescer o efetivo".

O RSB – na avaliação de Fernando Medina perante o destacamento de bombeiros desta unidade, as chefias do regimento, o vereador Miguel Gaspar, o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, e diversas entidades, como os responsáveis pelo vizinho Hotel Mundial – "é uma referência de excelência para o país e um orgulho para a cidade".

A cerimónia encerrou com a atribuição da Medalha de Mérito ao comandante do regimento de Sapadores Bombeiros, coronel Pedro Patrício.

A construção do quartel decorre da Reorganização do Dispositivo de Socorro de Lisboa, numa lógica de proximidade da população. Em média, assume o Comandante do RSB, "conseguimos estar em menos de 6 minutos no local da ocorrência", garantindo uma "resposta eficiente" enquanto "as coisas ainda são mais fáceis de resolver".

As condições de trabalho evoluíram bastante em relação aos quartéis antigos, sublinha Pedro Patrício, sendo esta a "grande vantagem para os operacionais". Este novo quartel – integrado num dispositivo de 11 unidades municipais – "permite manter o dispositivo de proximidade" nas zonas de risco, afirma o comandante. Quatro equipas de nove sapadores, num total de 36 elementos, compõem o efetivo da nova unidade.

Array
Mais notícias sobre:
Arroios, Misericordia, Santa Maria Maior