Comercio, Cultura e Lazer, Santa Maria Maior

Reabertura da Barbearia Campos

14, Julho 2016
  • Barbearia Campos
    Barbearia Campos

A Barbearia Campos - Cabelleireiro reabriu as suas portas no dia 13 de julho, na presença da vereadora do pelouro da Cultura, Catarina Vaz Pinto, após ter encerrado por breve período, para obras de manutenção e restauro. Fundada em 1886, esta casa do Largo do Chiado, 4, é a mais antiga barbearia da cidade, mantendo a decoração, o mobiliário e muitos instrumentos da época.

Na ocasião da reabertura, o proprietário do estabelecimento, José Jorge Sá Chaves, herdeiro do fundador, referiu "o susto" de 2014, quando soube da intenção dos proprietários do edifício de encerrar esta loja. Foi possível continuar de portas abertas, também graças à intervenção da autarquia, a quem Sá Chaves agradeceu.

A vereadora Catarina Vaz Pinto, por seu lado, agradeceu "o empenho" da família dos proprietários do estabelecimento em persistir de portas abertas, considerando que as lojas do comércio tradicional fazem parte da "identidade da cidade". A autarca recordou, a propósito, a iniciativa camarária "Lojas com História", que visa proteger e incentivar este tipo de comércio. Também o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, fez questão de marcar presença nesta ocasião, congratulando-se pela manutenção do histórico espaço e sublinhando que as barbearias são dos poucos locais a merecer a fidelidade total da clientela.

Com 130 anos de história, a Barbearia Campos - Cabelleireiro foi frequentada por muitas figuras da arte, da cultura, da política e da vida social lisboeta, como Ramalho Ortigão, Eça de Queiroz, Aquilino Ribeiro, Ramada Curto, Almada Negreiros e tantos outros. Com tetos estucados, chão original de mosaico e bancada de lavatórios em pedra, a loja apresenta ainda o mobiliário antigo, como a cadeira de barbeiro de 1886, as cadeiras de barbeiro mecânicas do início do século XX, cromadas, os espelhos emoldurados e os armários de madeira, tudo contribuindo para se poder reviver o ambiente e o charme de outros tempos.

Array
Mais notícias sobre:
Comercio, Cultura e Lazer, Santa Maria Maior