Cultura e Lazer, Mobilidade, Município

Rock in Rio Lisboa #EUVOUDETRANSPORTES

05, Junho 2018
Plano de Mobilidade Rock in Rio-Lisboa com forte aposta no Transporte Público

Operação de mobilidade envolve 12 operadores de transportes, abrangência geográfica nacional, alargamento dos horários dos serviços urbanos e vários serviços gratuitos mediante apresentação do bilhete Rock in Rio-Lisboa.

Metropolitano de Lisboa aberto até às 03h00 nos dias do festival, com serviço nas quatro linhas e metros de 6 em 6 minutos.

Piloto de táxi coletivo com preço fixo, promovido com myTaxi e Carris.

Carris reforça oferta e assegura ligação ao Festival através do CP Rock Card

A organização do Rock in Rio-Lisboa anunciou o plano de mobilidade para a 8.ª edição do festival que, este ano, conta com número recorde de operadores, prolongamento de horários nos principais serviços urbanos e maior abrangência nacional, numa sessão que contou com a presença do vereador da Mobilidade e Segurança da Câmara de Lisboa, Miguel Gaspar. Abreu, Budget, BusUp, Carris, Cityrama, CP (Urbanos e Longo-Curso), Fertagus, Metro de Lisboa, mytaxi, Transtejo e Soflusa e Rede Expressos juntam-se, assim, numa mega operação que visa, em simultâneo, incentivar os visitantes da Cidade do Rock a deixarem os carros em casa.

Com o objetivo de facilitar o acesso e saída do recinto, num evento que contou com mais de 300.000 pessoas na sua última edição em Lisboa, os operadores envolvidos neste plano oferecem packs e condições especiais para a deslocação dos fãs, bem como o reforço dos serviços urbanos habituais. O Metropolitano de Lisboa alargará os seus serviços nos dias do festival até às 03h00, as viagens nos comboios urbanos CP Lisboa da linha de Cascais e de Sintra serão gratuitas mediante a apresentação do bilhete para o festival, enquanto a Fertagus oferece o estacionamento nos seus parques automóveis ao longo das estações da margem sul. 

Além destas vantagens, a mytaxi vai, pela primeira vez, assegurar táxis coletivos a preços fixos com a marca Carris, com origem e/ou destino em qualquer ponto da cidade e destino ou origem no Rock in Rio. A Carris vai ainda reforçar o serviço regular e assegurar as ligações entre as estações de comboios do Cais do Sodré e da Gare do Oriente ao Festival através do CP Rock Card.

A organização do Rock in Rio-Lisboa colocará também em circulação um shuttle com partidas de pontos estratégicos na envolvente de Lisboa - Cascais Villa, Beloura Shopping, Oeiras Parque, Strada Outlet, Forum Montijo - que levará os fãs até à porta da Cidade do Rock pelo valor de 12€ (ida e volta).

A partir das 23h30, entra em funcionamento a Rede da Madrugada, 208 Cais do Sodré – Est. Oriente

Para Miguel Gaspar, vereador da Mobilidade e Segurança da Câmara de Lisboa, ”há uma grande equipa a trabalhar para criar condições e diferentes opções para que o carro seja cada vez menos a escolha de quem se desloca para estes grandes festivais. O transporte público é a melhor alternativa para quem só se quer preocupar com a música e o diversão e o Rock in Rio foi pioneiro na forma como promove a sustentabilidade, também na mobilidade.”

Vai ser também dada especial atenção à fiscalização do estacionamento indevido nos Bairros da Flamenga e em Alvalade, de modo a salvaguardar os moradores das áreas mais próximas do Festival.

A Câmara de Lisboa, em conjunto com a EMEL, está também a estudar a criação de condições especiais em alguns parques dissuasores com ligação ao Metro, para quem tiver mesmo de se deslocar de carro até à cidade.