Intervenção social, Município

Sem-Abrigo vão ter um restaurante

19, Junho 2017
O vereador dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, João Afonso, apresentou no dia 19 de junho, na sede da Associação dos Albergues Noturnos, em S. Bento, o balanço do trabalho desenvolvido, nos últimos dois anos, pelo Núcleo de Planeamento Intervenção Sem Abrigo – NPISA, em Lisboa.
  • Sem-Abrigo vão ter um restaurante
    Sem-Abrigo vão ter um restaurante

“ Restaura-te” – uma plataforma de empregabilidade e resposta de trabalho é uma das novidades. “ Um restaurante que vai qualificar pessoas sem - abrigo e servir de forma de entrada para o mercado de trabalho, uma forma de reinserir esta população tão desfavorecida, é mais um dos projetos do NPISA que assim continua a estratégia de cidade para as pessoas em situação de sem abrigo, na cidade de Lisboa”, anunciou o autarca. 

Um centro ocupacional para 125 utentes vai, também, aumentar respostas em termos de inserção diurna, uma das áreas em que se sente, ainda, falta de cobertura. Os números hoje divulgados apontam para a existência de cerca de 334 pessoas na rua (sem teto), quando em 2015, altura em que foi inaugurado o NPISA, os questionários apontavam para a existência de 629 casos. 

O Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem Abrigo começou em 2015, então com 16 parceiros unidos numa nova forma de atuar, não só junto da população alvo, mas também, numa rede mais articulada de trabalho entre instituições, rentabilizando esforços e investimentos. Em 2017 já conta com 25 parceiros que continuam a trabalhar em rede. 

Inaugurada no Cais do Gás, em 2015, esta estrutura resulta de uma coordenação tripartida da Rede Social, com a Câmara Municipal de Lisboa, Centro Distrital de Lisboa - Instituto da Segurança Social, I.P e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Como objetivo, o NPISA tem como funções reorganizar e otimizar a rede de equipamentos, bem como implementar o modelo de intervenção integrada de todos os agentes, que na cidade trabalham, com e para a população sem-abrigo. 

Mais notícias sobre:
Intervenção social, Município