Investir, Município

Smart Open Lisboa - desafios para melhorar a cidade

05, Maio 2017
O objetivo é claramente sinergético: encontrar projetos que melhorem a qualidade de vida em Lisboa e permitir que os seus criadores os testem e desenvolvam em ambiente real, atraindo talentos.
  • Smart Open Lisboa - Startup Challenge
    Smart Open Lisboa - Startup Challenge
  • Smart Open Lisboa - Startup Challenge
    Smart Open Lisboa - Startup Challenge
  • Smart Open Lisboa - Startup Challenge
    Smart Open Lisboa - Startup Challenge
  • Smart Open Lisboa - Startup Challenge
    Smart Open Lisboa - Startup Challenge
  • Smart Open Lisboa - Startup Challenge
    Smart Open Lisboa - Startup Challenge
  • Afterwork powered by Made Of Lisboa
    Afterwork powered by Made Of Lisboa
  • Afterwork powered by Made Of Lisboa
    Afterwork powered by Made Of Lisboa
  • Afterwork powered by Made Of Lisboa
    Afterwork powered by Made Of Lisboa
  • Afterwork powered by Made Of Lisboa
    Afterwork powered by Made Of Lisboa

Começou a segunda edição do Smart Open Lisboa, que junta cerca de meia centena de startups em competição para a escolha de projetos com soluções para a melhoria da qualidade de vida na capital. A fase de seleção (challenge) começou em 5 de Maio, no Fórum Picoas, e contou com o vice-presidente da Câmara Municipal, Duarte Cordeiro, também responsável pelo pelouro da Economia e Inovação. 

Nesta fase serão escolhidas entre 15 a 20 startups, que entre 8 e 12 de maio estarão na fase seguinte – o bootcamp -, de 15 de maio a 11 de julho será a fase de preparação e em 12 de outubro decorrem as demonstrações. 

Uma iniciativa que integra o programa de dados abertos da cidade e procura estimular a inovação e o empreendedorismo, ao mesmo tempo que transforma Lisboa num espaço de experimentação, afirmou Duarte Cordeiro. “Um grande desafio para a cidade”, sublinhou, afirmando que a vertente experimentação coloca Lisboa à frente de muitas cidades europeias e torna-a num exemplo. “Acreditamos que este é o futuro da cidade”, frisa ainda. 

Mobilidade, envolvimento da comunidade, turismo e cultura e sustentabilidade são as áreas propostas para o desenvolvimento dos projetos. 

Ao final da tarde, cerca de duas dezenas de empreendedores juntaram-se num hotel da capital no Afterwork powered by Made Of Lisboa, um evento de networking onde empreendedores se encontram depois de um dia de trabalho para trocar contatos, partilhar experiências, conhecerem e apresentarem novas ideias de uma forma simples, arrojada e cosmopolita. Paulo Soeiro de Carvalho, dirigente municipal de Economia e Inovação, falou com os presentes e fez um balanço muito positivo da semana. "Na realidade isto é um festival", disse.