Investir

Terceira Lisbon Talk discutiu geração Erasmus

10, Novembro 2015
Necessidade de trabalho em rede, maior qualidade na oferta do ensino superior em Lisboa e mais opções de financiamento foram as conclusões da terceira Study in Lisbon Talk, em torno do tema “A Geração Erasmus e o Papel das Cidades na Atração de Estudantes Internacionais”.

Realizou-se em 5 de novembro, no auditório da “Atmosfera m”, na Rua Castilho, a terceira Study in Lisbon Talk, uma conversa aberta em torno do tema “A Geração Erasmus e o Papel das Cidades na Atração de Estudantes Internacionais”. À conversa estiveram Joana Mira Godinho, da Agência Nacional Erasmus +, Inês Sá da Erasmus Student Network (ESN) Lisboa e Gonçalo Lobo Xavier, em representação do Comité Económico e Social Europeu.

Paulo de Carvalho, Diretor Municipal da área do Conhecimento e Inovação, deu as boas vindas aos presentes e aproveitou para fazer o lançamento oficial do “Procura o teu Curso”, uma ferramenta que passou a estar disponível no site Study in Lisbon e que vai permitir a todos aqueles que querem estudar em Lisboa, pesquisar a oferta educativa das instituições de ensino superior participantes.

Entre os temas abordados, Joana Mira Godinho apresentou o trabalho da Erasmus +, um programa que pretende fomentar a mobilidade entre pessoas, empresas e instituições na Europa, com a disponibilização de linhas de financiamento e com o objetivo de fomentar o espírito europeu. Gonçalo Lobo Xavier, partilhando a mesma visão, e como representante do órgão consultivo europeu da sociedade civil, congratulou a autarquia pelo desenvolvimento deste projeto, comprometendo-se a apresenta-lo em Bruxelas como exemplo de uma boa prática desenvolvida para os cidadãos e ainda a propor ao Comité o desenvolvimento de um relatório sobre o tema da atratividade das cidades e a sua contribuição para o conceito de cidadania na Europa. Inês Sá apresentou a ESN, uma organização sem fins lucrativos, constituída por estudantes, que faz o acolhimento aos estudantes internacionais que chegam a Lisboa, e que desenvolvendo programas culturais e de lazer específicos para este público, pretende dar aos estudantes que chegam a Lisboa “a melhor experiência das suas vidas”.

Entre as conclusões em torno deste tema, destaca-se a necessidade das cidades trabalharem em rede e de Lisboa reforçar a qualidade da oferta de ensino superior e das suas instituições, fator mais relevante para quem procura um destino de estudo internacional, e ainda de alargar as opções de financiamento disponíveis, com bolsas, empréstimos ou outras formas de financiamento para quem escolhe a nossa cidade para estudar. 

Foi ainda apresentado durante a sessão o novo Guia do Estudante Universitário, publicação bilingue, com informações práticas para os estudantes que escolhem estudar na cidade de Lisboa.