Alcantara, Belem, Desporto

Tributo ao corredor junto ao Tejo

19, Março 2015
  • Inauguração tributo ao corredor
    Inauguração tributo ao corredor

Perto dos pilares da Ponte 25 de Abril, num local de passagem diária de milhares de atletas e caminhantes, ergue-se desde 19 de março uma estátua de homenagem ao corredor, uma iniciativa que marca os 25 anos da Meia Maratona de Lisboa e é apoiada pela Câmara Municipal. Jorge Máximo, com o pelouro do desporto da autarquia, participou na inauguração do monumento, uma cerimónia que contou também com os vereadores Carlos Manuel Castro e Duarte Cordeiro. 

Inspirada numa tocha olímpica, a obra “junta o simbolismo da luz à energia do desporto", explicou o artista plástico Pedro Gomes, que construiu a escultura em parceria com o arquiteto João Regalo.

A Meia Maratona é, para Jorge Máximo, uma referência mundial e “coloca Lisboa no ranking das cidades desportivas internacionais”. A aposta da autarquia justifica-se mas o vereador não quis deixar de salientar que o esforço da Câmara de Lisboa vai “para além dos grandes eventos”: Desporto Mexe Comigo e natação curricular foram alguns dos programas levados a cabo, mas neste momento decorrem já as Olisipíadas e está a ser lançado o programa Clubes de Mar. 

Mais do que uma prova desportiva, a Meia Maratona “é um momento forte de confraternização e solidariedade, um encontro muito especial entre o rio e a cidade”, afirmou ainda. E essa necessidade de fruição é “cada vez mais sentida em Lisboa”, salientou Jorge Máximo. 

 

Gratidão e reconhecimento

As “bodas de prata” da Meia Maratona de Lisboa assinalam também o apoio, desde a sua primeira edição, da Câmara Municipal de Lisboa, facto que foi lembrado por Carlos Moia, presidente do Clube Maratona de Portugal. O principal responsável pela Meia Maratona não quis, por isso, deixar de manifestar “gratidão e reconhecimento”.

Em 1991 “construímos uma prova que mudou o atletismo em Portugal e trouxe os portugueses à rua, os ensinou a correr e a fazer exercício físico”, um legado só possível graças ao apoio da autarquia, afirmou o comendador. 

“O Sucesso da Meia Maratona de Lisboa é o sucesso dos que acreditaram e ousaram sonhar”, concluiu Carlos Moia, lembrando que na primeira edição foram pouco mais de três mil a atravessar a ponte e no próximo domingo, 22 de março, serão cerca de 35 mil. 

Na inauguração, em que participaram Rosa Mota e o campeão olímpico Mo Farah, um dos favoritos no domingo, intervieram ainda o presidente da EDP, António Mexia, e o secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro. 

Array
Mais notícias sobre:
Alcantara, Belem, Desporto