Cultura e Lazer, Município

"Turbulências" do mundo mostradas em Lisboa

08, Setembro 2017
Abriu hoe as portas na Cordoria Nacional, a exposção "Turbulências". Até dia 3 de dezembro vai ser possível conhecer as realidades e contradições sociais, como os refugiados, as ditaduras e o racismo numa mostra inseria na programação da Lisboa- Capital Ibero-americana de Cultura 2017.Acompanha pelo Secretário de Estado da Cultura a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa foi conhecer as obras inéditas onde 18 artistas que levantam questões para "despertar consciências".

Elogiando Lisboa como "uma cidade que estratégias e constrói pontes que Articula, estimula o trabalho em equipa e apoia a internacionalização dos artistas", Catarina Vaz Pinto, diz que a exposição "Turbulências" é  um exemplo de um projecto de vontade, de pensamento e de parcerias.

Para a responsável do Pelouro da Cultura da CML é, para a cidade," um privilégio poder receber este conjunto de obras que integram a prestigiada Colecção de Arte Contemporânea da Fundação Bancária “la Caixa”, considerando "Turbulências" como como uma das "grandes exposições da programação da Capital Ibero-Americana da Cultura que decorre até ao final do ano.

Esta semana, numa visita guiada aos jornalistas, António Pinto Ribeiro, comissário da Capital Ibero-americana da Cultura, lembrava que os problemas focados pelos artistas nesta exposição, "embora contenham os problemas sociais e políticos específicos da América Latina, na sua essência também afetam outros continentes, como a Europa e a Ásia".

Uma opinião reforçada pela curadora da coleção, Nimfa Bisbe, para quem " a exposição não contempla fronteiras sendo ao mesmo tempo " uma metáfora de situações que agitam a nossa consciência e a nossa realidade social".

A exposição "Turbulências" pode ser visitada na Cordoaria Nacional até 03 de dezembro de 2017, de terça a domingo das 10 às 13 horas e das 14h00 às 18h00.

 

 

 

Array
Mais notícias sobre:
Cultura e Lazer, Município