Municipio, Urbanismo

Venha conhecer o novo Cais do Sodré

17, Março 2017
"Bem-vindos ao novo Cais de Sodré!". Foi desta forma que a CML assinalou o final das intervenções nesta zona da cidade, em mais um dia de festa marcado pela presença de muitos milhares de pessoas que aqui confluiram para conhecer o novo Cais do Sodré.Na ocasião, Fernando Medina manifestou-se feliz pela "devolução à cidade deste espaço emblemático de Lisboa".
  • Cais do Sodré
    Cais do Sodré

Com o final das obras, os lisboetas ganharam mais espaço público requalificado na frente ribeirinha junto ao Cais do Sodré: a Praça Duque da Terceira, o Jardim Roque Gameiro, o passeio à borda de água, bem com o Largo do Corpo Santo, a Rua do Arsenal e a maior parte da Avenida 24 de Julho foram completamente remodelados, com a criação de amplos espaços pedonais e zonas de fruição de lazer junto ao rio e o ordenamento das vias rodoviárias.

A assinalar o facto, na tarde do dia 18 de março, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, decorreu o evento "A Rua É Sua", com a realização de várias atividades: atuação de DJ's que habitualmente trabalham nos bares e discotecas do Cais do Sodré, bancas de street food e artesanato e dois concertos, com entrada livre, um dos B-Fachada e outro dos Dead Combo.

Para o presidente da CML, agora os lisboetas dispõem nesta frente ribeirinha de "amplos espaços de fruição, de zonas ajardinadas e passeios cómodos", numa zona onde existia um parque de estacionamento e espaços apenas dedicados ao automóvel. Para o autarca, que agradeceu aos moradores da zona "a paciência face aos constrangimentos que uma obra desta envergadura sempre provoca", é agora momento de "apostar no transporte público, o que já acontece com medidas em curso na CARRIS", desde recentemente sob tutela da Câmara. Fernando Medina prometeu também para breve a conclusão da ligação entre o Cais do Sodré e o Largo de Santos, onde já ficou concluída a sua requalificação, através da Avenida 24 de Julho, que ficará dotada de largos passeios e ciclovia.

As obras no Cais do Sodré (que se estenderam também ao largo do Corpo Santo) começaram em novembro de 2015 e resultaram em mais espaços verdes e mais espaço para os peões, assim como o reordenamento do estacionamento e dos transportes públicos, transformando aquela zona que antes se assemelhava a um parque de estacionamento em mais um espaço de lazer junto ao rio. Custaram cerca de 3,6 milhões de euros, a que se acresce mais um milhão de euros na requalificação do Largo do Corpo Santo e da Rua do Arsenal.

As intervenções nesta zona da cidade abrangeram também a Avenida 24 de Julho, o Campo das Cebolas e as ruas do Arsenal e Alfândega, bem como a ligação da Praça Duque da Terceira à Rua do Alecrim.

Array
Mais notícias sobre:
Municipio, Urbanismo