Investir

O dia mais importante da Startup Lisboa

08, Junho 2017
22 empresas, a maioria em fase inicial de formação, investidores e parceiros participaram no Startup Lisboa Demo Day, que decorreu no Hub criativo do Beato e contou com o vice-presidente da autarquia, Duarte Cordeiro.

Eat, Pitch & Love foi o lema para mais um Startup Lisboa Demo Day, que juntou no Hub Criativo do Beato, em 8 de junho, empreendedores e investidores. “O dia mais importante da Startup Lisboa”, afirmou o vice-presidente da Câmara Municipal, Duarte Cordeiro, responsável pelo pelouro da Economia e Inovação. 

Foram ao todo 22 startups que durante a tarde apresentaram as suas empresas, todas em diferentes estágios de desenvolvimento mas a maioria no início, no evento participou ainda o Impact Generator, um programa de aceleração de impacto social criado pelo The Social Investment Lab, que apoia iniciativas empresariais sociais inovadoras. Para o final estava programado um arraial, não fosse este o mês das festas de Lisboa. 

A Startup Lisboa constitui “um enorme investimento da cidade”, disse Duarte Cordeiro, que sublinha o trabalho realizado nos últimos cinco anos e o papel que tem tido no desenvolvimento do ecossistema empreendedor. “Representa bastante o que queremos projetar no estrangeiro”, continua, para afirmar ainda que a cidade de Lisboa tem vindo a crescer e está “muito bem referenciada” e isso vê-se também pela capacidade que tem tido para atrair eventos internacionais, como o Web Summit, e parceiros de relevo. 

Duarte Cordeiro lembra a recente referência a Lisboa no Startup Genome Report. Aquele estudo de referência internacional identifica um ecossistema empreendedor em Lisboa em franco crescimento mas ainda pequeno, e o vereador afirma que a capital portuguesa presida de atrair investimento e massa crítica. Mas a cidade tem vários fatores diferenciadores  (como a forte qualificação e um elevado grau de feminização no ecossistema empreendedor) que lhe tem permitido um rápido crescimento e a atribuição de prémios internacionais, como o ainda recente Startup Europe Awards 2016

“Somos o que somos, conseguimos ter a visibilidade que conseguimos ter, porque como comunidade trabalhamos muito próximos uns dos outros e este é o segredo do nosso sucesso”, frisa.

As startups

No Demo Day, em que interveio também o diretor da Startup Lisboa, participaram as seguintes empresas com apresentações em formato de pitch, com a duração de 3 minutos: 

Biti

Blocks

Boost-inn

Cuckuu

FlyJetway

Freakloset

G-Foundry

Glartek

LegalVision

Misk

Muuv

Outplanr

PetPad

Planetiers

Seeqle

Sensi

Sention

Snapcity

Swwel

Trigger Systems

Viable

Wisedon 

Sobre a Startup Lisboa

Inaugurada em 2012, a Startup Lisboa, associação privada sem fins lucrativos que nasceu da vontade dos cidadãos ao ter sido uma das ideias mais votadas pelos cidadãos no Orçamento Participativo de Lisboa, tem sido um importante pilar na estratégia da autarquia para o desenvolvimento da iniciativa empresarial, inovação e criação de emprego na cidade. Através da combinação de infraestruturas e serviços de apoio especializados, a incubadora já apoiou desde o seu início mais de 250 projetos inovadores e com potencial de internacionalização, através de mentoria, ligação a parceiros estratégicos, acesso a investimento/financiamento, atividades de networking e aprendizagem, e comunicação. A Startup Lisboa é hoje um dos principais agentes e promotores do ecossistema empreendedor nacional e distingue-se pela construção de um forte espírito de comunidade baseado no conhecimento e partilha.  

Ao fim de cinco anos de existência, a incubadora regista números muito significativos: mais de 3600 candidaturas recebidas, uma taxa média de ocupação/incubação de 90 startups, cerca de 30 por cento de empreendedores estrangeiros, apoio à criação de mais de 1500 postos de trabalho, e mais de 80 milhões de investimento angariado pelas startups do seu portfólio. Em termos de instalações, e na persecução da sua missão de apoio à revitalização social e urbana da Baixa, além de dois edifícios reabilitados com espaços de trabalho, a incubadora gere ainda uma residência para empreendedores (Casa Startup Lisboa) para empreendedores internacionais e de fora de Lisboa – que já recebeu mais de 50 jovens de 20 nacionalidades -, e um business lounge no Aeroporto de Lisboa (Airport Business Center) para eventos de negócio.

Array
Mais notícias sobre:
Investir