O Potencial dos Centros de Serviços Partilhados

Lisboa é cada vez mais um polo de atração dos denominados Shared Service Centers (SSC), permitindo que empresas globais posicionem um conjunto de funções de natureza transversal (vd. serviços financeiros/contabilidade, atendimento e gestão de clientes, recursos humanos e formação, manutenção de operações/serviços, entre outras) em localizações remotas.

Esta função encerra em si um forte potencial de oportunidades para Lisboa, pelo elevado número de interações que gera com as demais funções e serviços das empresas espalhadas pelo mundo, integrando cada vez mais serviços de elevado valor acrescentado geradores de empregos qualificados no território onde se instalam.

A instalação em Lisboa de SSC's de diferentes tipos por parte de empresas como a Fujitsu (localizou na Torre do Colombo um dos três Shared Service Centers que tem no Mundo, num projeto internacional denominado Follow the Sun, o qual explora os diferentes fusos horários dos centros localizados em três continente diferentes), Axa France (sediou em Lisboa o seu centro de formação europeu) ou ainda os casos do Barclays Bank e do BNP Paribas, são um sinal inequívoco do potencial de Lisboa nesta área.