Urbanismo

Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana

28, Maio 2018
A Escola Maria Barroso foi distinguida com o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (PNRU), na Categoria Impacto Social.
  • Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana - Foto de Pedro Ferreira
    Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana - Foto de Pedro Ferreira
  • Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana - Foto de Pedro Ferreira
    Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana - Foto de Pedro Ferreira
  • Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana - Foto de Pedro Ferreira
    Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana - Foto de Pedro Ferreira
  • Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana
    Escola Maria Barroso recebe Prémio Nacional de Reabilitação Urbana

A Escola Maria Barroso foi distinguida a 9 de maio de 2018, com o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (PNRU), na Categoria Impacto Social (ex-aequo) com a Real Vinícola em Matosinhos numa cerimónia que decorreu no Bom Jesus em Braga.

Este prémio é coorganizado pela Vida Imobiliária e pela Promevi, contando com o Alto Patrocínio do Governo de Portugal, concedido através da Direção Geral do Património Cultural, entidade tutelada pelo Ministério da Cultura.

Lançado em 2013, o PNRU tem como objetivo reconhecer, premiar e divulgar a excelência na renovação das cidades e afirma-se como a mais prestigiada distinção na área da reabilitação do edificado e requalificação dos territórios do nosso país.

A Escola Maria Barroso, localizada na Baixa de Lisboa, resulta de uma intervenção de reabilitação e adaptação, em parte do extinto Tribunal da Boa-Hora, destinado a convertê-la em equipamento escolar, com as valências de jardim-de-infância (JI) e de ensino básico do 1º ciclo (EB1), para um universo de 150 crianças.

A intervenção, terminada em 2017, foi promovida através da Câmara Municipal de Lisboa, com Projeto de Arquitetura desenvolvido pela equipa da autarquia, coordenado pela Arq. Ana Lúcia Barbosa.

A criação deste equipamento e a intervenção de requalificação do espaço público do Largo da Boa-Hora, ambas promovidas pela autarquia, permitiram no seu conjunto a dinamização cultural e residencial desta área da Baixa de Lisboa.


    

Mais notícias sobre:
Urbanismo