Segurança

Lançamento do livro O Incêndio do Chiado

18, Maio 2016
Teve lugar na Sala do Arquivo dos Paços do Concelho o lançamento do Livro “O Incêndio do Chiado” da autoria dos elementos dos Sapadores de Bombeiros de Lisboa, os subchefes Carlos Silva e Pedro Matias Pedro. O vereador Carlos Manuel Castro, esteve presente. Melhorar a qualidade interna e realizar o potencial dos homens e mulheres do regimento é a palavra de ordem, disse o vereador.
  • Lançamento do livro O Incêndio do Chiado
    Lançamento do livro O Incêndio do Chiado

Na apresentação, que contou com a presença de muitos dos elementos da corporação de bombeiros da cidade e de muitos convidados, coube ao autor do prefácio do livro, o engenheiro Carlos Ferreira de Castro. “Os acidentes como este estão para além das condições de sorte ou de azar. Este livro não contém apenas os aspetos descritivos, refere lições que todos teremos de retirar”, disse Carlos Ferreira de Castro lembrando a necessidade de apostar na prevenção e da antecipação dos riscos correntes que existem ainda na cidade.  

Coube aos autores agradecerem a todos aqueles que prestaram ajuda à realização desta obra, dedicando-a à cidade de Lisboa. 

O comandante do Regimento Sapadores de Bombeiros de Lisboa, tenente-coronel Pedro Patrício, agradeceu aos vários intervenientes na realização da obra salientando a sua importância e contributo para a análise de um dos acidentes mais graves da história da cidade. 

Carlos Manuel Castro, com responsabilidade na segurança e proteção civil da cidade, agradeceu a todos este contributo para a história da cidade. Carlos Manuel Castro lembrou o dia do incêndio enquanto morador na zona, o impacto que teve na memória dos moradores e o vazio que se seguiu durante quase uma década enquanto se procederam às obras de reabilitação. Aprender com a história é também fazer o que é preciso para melhorar a sua atuação. A incorporação de novos recrutas, a requalificação dos quartéis, a construção do novo quartel, a aquisição de novas viaturas, novos fardamentos e novos equipamentos são alguns dos passos dados para minimizar os riscos que ainda se podem colocar à cidade. Referiu também o encomendar de um estudo aos autores do livro sobre as necessidades de atuação do dispositivo da cidade de Lisboa. “Foi um trabalho notável que permitiu a elaboração da proposta de de reorganização levada à câmara, já que o conhecimento é fundamental para corresponder com elevação às necessidades que os bombeiros merecem”, referiu. "Conhecimento, inovação e a valorização pessoal dos homens e mulheres do regimento sapadores de bombeiros são a melhor forma de preparar o futuro e antecipar a adversidade. Afinal temos os melhores bombeiros do mundo", disse o vereador referindo-se aos resultados objetivos que a corporação tem conseguido em provas internacionais.   

O livro da autoria dos subchefes bombeiros Carlos Silva, formado em história e Pedro Matias Pedro, formado em geografia e ordenamento do território, analisam passo a passo o incêndio que teve lugar na fatídica manhã de 25 de agosto de 1988, com início nos armazéns Grandella e que destruiu completamente 11 edifícios e parcialmente outros 10, queimando uma área de cerca de 10000 m2, fazendo um balanço técnico-operacional das tomadas de decisão e das ações tomadas durante a catástrofe. Na sua abordagem os autores identificam ainda alguns dos aspetos técnicos que poderiam ter sido levados em conta no sentido de minimizar o acidente. 

Mais notícias sobre:
Segurança