Avenidas Novas, Intervenção social

Marketplace – O mercado social em Lisboa

25, Maio 2017
O Marketplace regressou hoje, dia 25 de maio, a Lisboa. Organizado pela FIX Social Engagement, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, este mercado social, onde bens e serviços são trocados, sem qualquer envolvimento financeiro, entre empresas e instituições sem fins lucrativos, tem como objetivo a realização de “matches”.
  • Marketplace – O mercado social em Lisboa
    Marketplace – O mercado social em Lisboa

Exemplos de matches: voluntariado, marketing e comunicação, organização e assessoria (financeira, jurídica, administrativa, engenharia, entre outros) bens, materiais e instalações.

Neste dia, numa única tarde, realizaram-se dezenas de novos contactos que contribuíram para o desenvolvimento da comunidade local, com resultados que se prolongarão indefinidamente.

A Câmara Municipal de Lisboa apoia esta iniciativa, no âmbito do Programa Municipal para a Economia Social e Promoção da Empregabilidade em Lisboa, e João Afonso, vereador dos Direitos Sociais, sublinhou a importância de ações como esta que “permitem formas alternativas de obter recursos e o aumento por essa via dos meios disponíveis das instituições devem ser apoiadas e promovidas em especial quando estão em causa dimensões com relevância para o dia a dia das organizações sociais como é o caso das áreas que poderão ser objecto de match”.

História e método do Marketplace

O Marketplace surge como o ponto de encontro entre várias empresas e instituições sem fins lucrativos que procuram alcançar situações mutuamente benéficas (win-win) com recurso a parcerias estratégicas. Existe apenas uma regra: na altura da conclusão dos acordos entre as empresas e as organizações não lucrativas, não se fala em dinheiro. Apenas trocas de favores, produtos ou serviços. A iniciativa é pioneira em Portugal, contudo o sucesso da iniciativa em países como a Holanda, Alemanha e Bélgica permite caracterizar o evento como inovador e dinâmico, onde os resultados são claramente positivos para ambas as partes. Criam-se novas parcerias, contribui-se para o desenvolvimento da comunidade e tem-se acesso a um vasto leque de contactos profissionais. 

 

Mais informações aqui