acontece-munícipe, Município, Urbanismo

Plano de Urbanização da Avenida da Liberdade debatido

03, Abril 2018
Encontrar consensos e soluções para um conjunto de oito imóveis que se encontram devolutos na Avenida da Liberdade e zona envolvente é o objetivo do plano, que foi agora apresentado e debatido com os moradores.

O Plano de Urbanização da Avenida da Liberdade e zona envolvente foi apresentado e debatido no dia 3 de abril, numa animada sessão que decorreu na Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Lisbonenses (Rua Camilo Castelo Branco, 33). Paulo Pais, diretor do departamento de Planeamento, apresentou o plano e esclareceu os presentes.  

A Câmara Municipal de Lisboa, em reunião pública de 28 de fevereiro de 2018, deliberou proceder à abertura de um período de divulgação pública da Alteração Simplificada do Plano de Urbanização da Avenida da Liberdade e Zona Envolvente (PUALZE), com a duração de 20 dias úteis.

Com este debate pretende a autarquia encontrar consensos e soluções para um conjunto de oito imóveis que se encontram devolutos, parcialmente ou provisoriamente ocupados, para reconversão do uso do solo. São eles a Fundação Oriente, sita na Rua do Salitre números 62-64 e 66-68; a Autoridade Nacional de Proteção Civil, na Rua da Câmara Pestana, números 41-45; a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Ajuda, na Praça da Alegria; o Cinema Olympia, na rua dos Condes, números 9-13 e 15-27;o Instituto de Conservação de Natureza e Florestas, na Rua de Santa Marta número 55; a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Lisbonenses, na Rua Camilo Castelo Branco, números 33-35: os CTT-Correios de Portugal, S.A., na Rua de São José, números 10 e 12-20 e a EPAL- Empresa Pública das Águas de Lisboa, S.A, na Avenida da Liberdade números 14 a 26.

O período de participação pública decorre entre o dia 21 de março e 18 de abril de 2018. Os interessados podem comunicar as sugestões ou esclarecer dúvidas por escrito, via correio eletrónico para dmu.dp.dpt@cm-lisboa.pt ou correio postal dirigido para Campo Grande, 25, 5.ºE, 1749-099 Lisboa. Podem ainda dirigir-se às  Lojas Lisboa.