Arroios, Município

Policia Judiciária inaugura Sede Nacional em Lisboa

11, Março 2014
  • António Costa, Procuradora Geral Republica e presidente da freguesia de Arroios na inauguração sede nacional da Policia Judiciária
    António Costa, Procuradora Geral Republica e presidente da freguesia de Arroios na inauguração sede nacional da Policia Judiciária
  • Inauguração sede nacional da Policia Judiciária
    Inauguração sede nacional da Policia Judiciária
  • Exposição de falsificações artísticas apreendidas
    Exposição de falsificações artísticas apreendidas
  • Exposição de falsificações artísticas apreendidas
    Exposição de falsificações artísticas apreendidas
  • Inauguração sede nacional da Policia Judiciária
    Inauguração sede nacional da Policia Judiciária
  • Inauguração sede nacional da Policia Judiciária
    Inauguração sede nacional da Policia Judiciária

A nova sede nacional da Policia Judiciária, na Rua Gomes Freire, em Lisboa, inaugurada dia 11 de março, vai concentrar no mesmo local todas as unidades nacionais e o laboratório de polícia científica. Oitenta mil metros quadrados, num edifício de “enorme importância histórica e estratégica”, considerou o seu diretor nacional.

Na ocasião, Almeida Rodrigues agradeceu a presença de António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, enaltecendo o papel do autarca na “materialização deste projeto”. O “profundo reconhecimento e gratidão” do responsável máximo de uma das polícias mais conceituadas internacionalmente, estendeu-se a dois antigos ministros da Justiça, Alberto Martins e Alberto Costa, pelo seu “papel relevante” em todo o processo.

Nas últimas décadas, lembrou Almeida Rodrigues, a PJ esteve dispersa por vários edifícios da cidade, sem condições para corresponder aos “desafios que se colocam a uma polícia internacional”. Com a nova sede, afirmou, “limitamos a duplicação de meios e recursos e retornamos ao modelo original da Policia Judiciária”.

Edificado em terrenos da antiga Escola Nacional de Medicina Veterinária, junto à antiga sede construída em 1958, o novo edifício alberga duas carreiras de tiro, um heliporto, entre outros requisitos essenciais ao eficaz cumprimento da sua missão, nomeadamente o espaço: em 1958 o rácio era 20 metros quadrados por pessoa, um valor que diminui para 4 metros quadrados em 1981.

De acordo com o diretor nacional, o valor total do investimento - € 87 milhões - foi recuperado, em oito meses de investigação e combate aos crimes económicos e à corrupção.

Mais notícias sobre:
Arroios, Município