Ambiente, Belem, Higiene urbana

Recolha seletiva porta a porta em Belém

07, Abril 2015

Arrancou dia 6 de abril a última fase do sistema de recolha seletiva porta-a-porta de resíduos de papel e embalagens da freguesia de Belém, operação que abrange 7.560 fogos, 12.037 habitantes e 700 atividades económicas.

A freguesia de Belém, que já era servida pelo sistema porta a porta nas áreas de moradias do Restelo, Caselas e Rua Vieira Portuense fica, assim, abrangida pela recolha seletiva na totalidade do seu território, com exceção da Área do Porto de Lisboa que será alvo de intervenção global posterior.

Este projeto insere-se na aposta da Câmara de Lisboa em estender o sistema de recolha seletiva porta a porta a toda a cidade, estratégia que visa o aumento progressivo das taxas de reciclagem dos resíduos produzidos em Lisboa (22% em 2014) e o cumprimento das metas europeias e nacionais previstas na “Diretiva Embalagens” e no “Plano Estratégico para os resíduos urbanos até 2020”. Refira-se, a título de exemplo, que o papel/cartão recolhido na cidade de Lisboa, em 2014, atingiu as 17 mil toneladas (mais 2,5% do que em 2013), a recolha de embalagens se cifrou em 10 mil toneladas (mais 8,8% que no ano anterior) e o vidro de embalagem alcançou as 12 mil (mais 5%).

Os ecopontos da freguesia de Belém serão retirados da via pública, em particular os módulos de papel e embalagens, mantendo-se apenas os vidrões para a deposição de vidro, estando previsto um reforço de 6 unidades.

A implementação deste projeto foi acompanhada de ações de sensibilização e informação junto dos moradores, comerciantes e entidades e da entrega de materiais (folhetos e cartazes), entre os dias 9 e 27 de março, no sentido de obter a sua colaboração tendo em vista  o aumento da reciclagem e da qualidade dos materiais e, por consequência, a preservação do ambiente.

Mais notícias sobre:
Ambiente, Belem, Higiene urbana