Ambiente, Avenidas Novas, Urbanismo

Sobre o abate de duas tipuanas na Praça Duque de Saldanha

30, Setembro 2016

A preservação e incremento das árvores existentes no local foi uma das principais linhas do projeto para a requalificação do Eixo Central (Av. da República, Av. Fontes Pereira de Melo, Picoas, Saldanha), prevendo a plantação de 741 novas árvores.

Como tal, o projeto integrou o relatório do arvoredo realizado em 2015 pela Direção Municipal de Ambiente e Espaço Público, que avaliou minuciosamente o estado de cada uma das árvores existentes, garantindo que o projeto assegurava a preservação do maior número possível de árvores.

Em relação às reclamações surgidas hoje, mais se informa que os serviços dos Espaços Verdes da Câmara Municipal de Lisboa, quando foram fazer as vistorias necessárias ao transplante de duas tipuanas situadas na Praça do Saldanha, concluíram, atendendo ao mau estado fitossanitário de uma delas e à acentuada deformação da outra, que o transplante de ambas seria completamente inviável. Teriam que ser abatidas e plantadas 2 novas tipuanas.

Todas as outras árvores existentes na Praça Duque de Saldanha serão mantidas, sendo ainda plantadas nesta área mais 69 árvores novas das seguintes espécies: jacarandá-mimoso, coreutéria, pereira-de-jardim, cerejeira-brava, plátano e tipuana.

Mais notícias sobre:
Ambiente, Avenidas Novas, Urbanismo