Início » Visitar » Sabores de Lisboa » Bife à Marrare

Bife à Marrare

António Marrare, cidadão napolitano, fixou-se em Lisboa no final do século XVIII, onde foi dono de vários cafés. O primeiro situava-se junto ao Teatro de S. Carlos, os outros abriram no Cais do Sodré, no Chiado e na Rua dos Sapateiros, todos foram pontos de reunião da melhor sociedade lisboeta.
Foi no Café da Rua dos Sapateiros, também chamado “Marrare das Sete Portas”, fundado em 1804, que nasceu o célebre bife.
Uma variação do Bife à Marrare é o Bife à Café, em que o molho é feito não com natas mas com leite, e leva um pouco de mostarda e limão. Esta receita não leva café, a sua designação deve-se ao local onde era tradicionalmente servido.


Receita
1 bife do pojadouro (150/200 gr)
2 colheres sopa de manteiga
sal grosso
pimenta preta em grão
2 colheres sopa de nata

. Derreta a manteiga numa frigideira de ferro, e coloque o bife a alourar dos dois lados. Esta operação deverá ser bastante rápida para que os sucos da carne não saiam.
.Tempere com sal grosso e pimenta moída.
. Escorra a gordura em que o bife fritou, conservando o bife na frigideira, junte a restante manteiga.
. Reduza o lume e adicione as natas até engrossar o molho, agitando sempre a frigideira.
. Sirva acompanhado com batatas fritas em palitos