Início » Visitar » Sabores de Lisboa » Bolo-Rei

Bolo-Rei

Símbolo da quadra natalícia em Portugal, o Bolo-Rei é Imprescindível na mesa de consoada dos portugueses.
 O Bolo-rei, que se popularizou no século XIX em Portugal, terá sido vendido pela primeira vez na Confeitaria Nacional em Lisboa, no ano de 1869. A receita foi trazida de Paris por Baltazar Castanheiro Júnior, filho do fundador deste estabelecimento.
Este bolo, em forma de coroa com recheio de frutos secos e fruta cristalizada, foi um sucesso de tal ordem que, em breve, outras pastelarias começaram a fazer as suas versões.
Tradicionalmente na massa do bolo era colocado um brinde e uma fava e a pessoa a quem esta calhasse teria que oferecer o bolo-rei no ano seguinte.
Há uns anos atrás, por questões de segurança, foi proibido colocar o brinde no bolo..

Receita

750 gr farinha
30 gr fermento de padeiro
150 gr manteiga
150 gr açúcar
150 gr frutas cristalizadas (cereja, pera, damasco, figo, pêssego, laranja, tangerina)
150 gr frutos secas (nozes, amêndoas, passas de uva, pinhões)
4 ovos
raspa de 1 limão
raspa de 1 laranja
1 dl vinho do Porto
1 colher sobremesa de sal

. Cortar metade da fruta cristalizada em pedaços pequenos e deixar macerar com o vinho do Porto, reservar alguns frutos inteiros para enfeitar.
. Dissolver o fermento num decilitro de água quente com uma chávena de farinha e deixar levedar durante 15 minutos.
. Bater a manteiga, o açúcar, as raspas de limão e laranja. Juntar os ovos, um a um, e a massa de fermento e farinha. Quando tudo estiver bem ligado adicione o resto da farinha, os frutos secos, a fruta cristalizada cortada, o sal e o vinho do Porto.
. Amassar bem e fazer uma bola, polvilhar com farinha e tapar com um pano, deixando levedar, até dobrar de volume.
. Colocar a massa num tabuleiro e fazer bolo em coroa. Deixar repousa mais uma hora.
. Pincelar o bolo com gema de ovo, enfeitar com a fruta cristalizada inteira, torrões de açúcar, frutos secos e levar a cozer em forno bem quente durante cerca de uma hora.
. Depois de cozido, pincelar o bolo com geleia diluída num pouco de água quente para obter um acabamento brilhante.