Início » Viver » Ambiente » Corredores Verdes » Periférico de Lisboa

Corredor Periférico de Lisboa

Localizado na coroa norte da cidade de Lisboa, totalizando no seu conjunto mais de 150 hectares de zonas verdes, o corredor periférico tem como missão a salvaguarda do património ecológico e cultural nesta área, outrora periferia rural da cidade.

Este corredor verde permite a ligação verde entre o  Parque Florestal de Monsanto e a Estrutura Ecológica regional, designadamente a área da Várzea de Loures, que se estende por mais de 1000ha seguindo o rio Trancão até à sua foz, no Rio Tejo.

O Corredor Verde Periférico, dado o contexto urbanístico de base, apresenta em vários troços soluções de continuidade que contrastam com espaços verdes de maior dimensão.

É de referir no Corredor Verde Periférico o importante Parque Urbano da Quinta da Granja em Benfica, o  Jardim da Luz e a Quinta das Carmelitas em Carnide, o recente parque da Quinta da Nossa Senhora da Paz no Lumiar. Em fase final está o Parque Urbano do Vale da Ameixoeira em Santa Clara. Em projecto está o Parque Verde destinado à futura Feira Popular de Lisboa, em Carnide e a futura ponte ciclopedonal sobre a Calçada de Carriche, ligando os Alcoutins ao Vale da Ameixoeira e Quinta de Santa Clara.

A requalificação do núcleo histórico de Carnide já executada e a requalificação do Paço do Lumiar constituirão, em conjunto, importantes áreas de consolidação patrimonial onde espaços verdes públicos e privados constituem importantes áreas da malha urbana.