Manutenção dos prados biodiversos

  • Rio Seco
    Rio Seco
  • Parque do Calhau
    Parque do Calhau
  • Parque do Calhau
    Parque do Calhau
  • Corredor Verde, Alto do Parque Eduardo VII
    Corredor Verde, Alto do Parque Eduardo VII
07 de junho
 a 31 de dezembro

O municipio de Lisboa tem vindo a efetuar o corte dos prados em diversos espaços da cidade. Estes trabalhos são faseados, de forma a garantir a sustentabilidade ecológica das comunidades florísticas existentes e realizados da seguinte forma:

Efetua-se um corte mais raso junto aos caminhos, zonas com equipamentos e áreas edificadas de forma a evitar obstrução e prevenir ignições.

Poderá realizar-se um segundo corte a 15-20cm, que garante a manutenção de espécies com flor, como as leguminosas (trevos) e as compostas (margaridas), importantes para a fixação de azoto e disponibilização de alimento para os insetos poliníferos, e por fim é mantida por cortar uma percentagem que varia entre os 15 e os 25% da área de prado, de forma a garantir a produção de sementes das diversas espécies existentes.

No fim deste ciclo efetua-se o corte integral do prado.

Alguns bons exemplos são os trabalhos já realizados no Rio Seco, na Ajuda, no Parque Recreativo do Calhau, em Monsanto e no Corredor Verde, no Alto do Parque Eduardo VII.