Início » Viver » Segurança » Polícia Municipal

A Polícia Municipal (PM) é um serviço integrado na estrutura da autarquia de Lisboa equiparado a uma Direção Municipal. É constituída por elementos policiais (oficiais, chefes e agentes da Polícia de Segurança Pública PSP, requisitados e pagos pela Câmara Municipal de Lisboa) e por elementos não policiais (técnicos superiores, fiscais, assistentes administrativos e assistentes operacionais).

O corpo policial está sujeito à disciplina da PSP, uma vez que para efeitos de promoção, progressão na carreira e em termos disciplinares, depende do Diretor Nacional da PSP, fornecendo o pessoal, assim como o armamento e equipamento necessário. Operacionalmente, está sob a tutela do Presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML) no cumprimento da sua atividade de atendimento às necessidades e serviços municipais.

Criada em 1891, é o serviço da CML que tem por missão principal fiscalizar o cumprimento dos regulamentos municipais e a aplicação das normas legais. Na sequência da reorganização da CML que teve lugar durante o ano de 2011, a PM integrou um corpo de funcionários com funções não policiais oriundos de vários serviços da CML, na sua maioria fiscais municipais, assistentes técnicos e polícias florestais. A Polícia Florestal foi criada em 1938 pelo decreto-lei n.º 29315/1938, de 16 de Novembro, em consequência do processo de florestação do Parque Florestal do Monsanto que foi criado em 1934 através do decreto-lei n.º 24625/1934, de 1 de Novembro, e tem por missão acompanhar e fiscalizar eventos, colaborar com a proteção civil em situações de emergência, receber animais silvestres com destino ao centro de recuperação e observar o cumprimento das normas relativas à prevenção de incêndios e vigilância de incêndios.

Notícias


Na sessão de abertura do encontro "O Terramoto de Lisboa de 1755 - Contributos para o desenvolvimento de cidades mais resilientes", Carlos Manuel Castro realçou o trabalho “assumido em conjunto”, na área da proteção civil, entre a cidade... saber mais