Pagina principal
Urbanismo » Espaço Público » Uma Praça em Cada Bairro » Largo de Alcântara

Largo de Alcântara

LOCALIZAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO

Freguesia: ESTRELA

Bairro: ALCÂNTARA

A área de intervenção concentra-se no lado norte do Largo de Alcântara, sendo a intervenção limitada a norte pela Rua Prior do Crato junto ao início da Rua Gilberto Rola, a sul pela Estação de Alcântara-Terra e Rua João Oliveira Miguens, a nascente pelas fachadas da Rua Prior do Crato entre a Rua Oliveira Migueis e início da Rua Gilberto Rola, e a poente ao longo da Rua Maria Pia, até ao início da Travessa da Triste Feia.

Início Obra:  16 de janeiro de 2017
Obra Concluída em outubro de 2017 
Empreiteiro: Vibeiras SA

Planta de Síntese

Objetivos

  • Melhorar as ligações entre a estação de Alcântara-Mar e Alcântara-Terra, destinando a Rua João de Oliveira Miguéns à circulação de peões e criando um corredor verde e ciclável;
  • Ordenar a circulação automóvel na Triste Feia, aumentando as áreas de lazer e melhorando a segurança no atravessamento pedonal para a estação de Alcântara-terra;
  • Melhorar a rede de drenagem pluvial, otimizando a capacidade de escoamento superficial, reduzindo os riscos de inundação.

Na sequência da aprovação do programa UMA PRAÇA EM CADA BAIRRO, em reunião de Câmara de 28 de maio de 2014, passou-se para uma fase de recolha de contributos por parte da população mais diretamente ligada aos locais de intervenção.

Com o processo de participação pretendeu-se obter, por parte dos cidadãos, uma avaliação sobre diferentes questões pertinentes na vivência do espaço público e que têm implicações tanto na concretização do desenho urbano como na definição de prioridades de requalificação em cada praça, obter um diagnóstico da situação existente, recolher ideias e sugestões para a zona, apoiar a definição das prioridades de intervenção e integrar nos projectos os resultados em desenvolvimento. 

Nestes termos, foram submetidas Online participações dos cidadãos para o Largo de Alcântara, através da respetiva plataforma digital de participação da CML, durante o meses de janeiro e fevereiro de 2015. 

Da análise das preocupações e sugestões apresentadas e a considerar no desenvolvimento do programa preliminar, salientam-se as seguintes:

ESPAÇO PARA O PEÃO

Excessiva ocupação do espaço por automóveis, os percursos pedonais são exíguos, perigosos e mal interligados. Reorganizar o trânsito de modo a aumentar as áreas pedonais e de permanência potenciando o comércio local;

Melhorar a acessibilidade dos peões numa área de muito movimento, entrada e saída de passageiros dos transportes públicos, aumentar os passeios que são muito estreitos, perigosos para invisuais e pessoas com mobilidade;

Criar ligação pedonal, acessível, segura, entre Alcântara Terra e Alcantâra Mar. Pedonalizar a rua estreita paralela à Rua João Oliveira Migueis, de forma a melhorar o acesso pedonal a Alcantâra Mar, (falta uma passadeira de nível na Av. da Índia entre a plataforma e o acesso paralelo à Rua de Cascais);

Espaço público caótico, sem coordenação entre os peões, as paragens, com multidões à espera de autocarros com muita poluição na envolvente; 

Faltam árvores, bancos, arranjo do espaço público, e faltam sobretudo ligações pedonais dignas. As passadeiras estão ou mal colocadas, ou invisíveis; 

Restaurar os passeios e as estradas na Rua Gilberto Rola;

Criar espaços públicos, zonas verdes e jardins, e parque infantil;

Mobiliário urbano desordenado, havendo actualmente necessidade de estar sempre a contornar objetos diversos sobre os passeios, como mesas e cadeiras das esplanadas, e excesso de postes no passeio. As esplanadas são importantes desde que deixem espaço suficiente de circulação para toda a população.

CIRCULAÇÃO VIÁRIA, MOBILIDADE E ESTACIONAMENTO 

Tentar prolongar/coser o eixo Rua Prior do Crato - Largo de Alcântara - cruzamento da ponte/atravessamento da Av. de Ceuta - Rua de Alcântara, com o objectivo de retomar a continuidade do percurso histórico, e desenvolver a centralidade do eixo Praça Armada - Largo do Calvário.

Integrar a bicicleta nos eixos principais. Adoptar pistas cicláveis para crianças, ou zonas pedonais onde as crianças possam andar de triciclo e/ou bicileta sem perigo.

Reordenar a circulação do tráfego e introduzir medidas de acalmia, favorecendo atravessamentos pedonais entre o Largo de Alcântara e as restantes ruas.

TRANSPORTES

Melhorar o acesso aos transportes públicos - ligação de autocarros com a estação de comboios em Alcântara-Mar. 

OUTRAS SUGESTÕES

Tornar mais urbana, habitável e habitada, toda esta zona;

Não demolir os armazéns da Rua João Oliveira Miguens / Av. de Ceuta; 

Resolver a questão dos vários edifícios devolutos existentes no local;

Melhorar a segurança.

Espaço Público: articular a intervenção na Rua Prior do Crato com a futura rotunda de alcântara;
pedonalizar a lateral da rua João de Oliveira Miguéns; permitir uma intervenção faseada articulada
e que garanta nas várias fases melhorar a circulação pedonal; estender a intervenção à Travessa da
Triste Feia, regrando neste local o estacionamento, e requalificando o atravessamento pedonal da
estação alcântara terra; permitir a viragem à esquerda na Avenida 24 de Julho para a Rua João de
Oliveira Miguéns; Articulação da intervenção com a Carris e Refer; melhorar o percurso pedonal entre
a estação de Alcântara Mar e Terra; introdução de um canal de mobilidade suave;

Estudo Urbano: elaborar um estudo de fachadas para a envolvente edificada do Largo, através de
uma nova paleta de cores que permita uma identificação própria;

Economia e Inovação: programa de apoio aos comerciantes do Largo de Alcântara, potenciando e
divulgando o cluster das cervejarias, com ações promocionais do comércio da rua; articular estas ações
com as novas bolsas de estacionamento em análise na envolvente.

Forças Fraquezas
Frentes de Comércio;
Transportes Públicos (BUS e Elétrico e comboio e
Praça de Táxis);
Porta de entrada na cidade via margem sul
(Ponte 25 de Abril);
Integra a rede pedonal estruturante da cidade;
Via Histórica de saída de Lisboa;


Sistema rodoviário muito demarcado.
Incompatibilidade com o peão ao nível do
estacionamento desordenado e das passagens
pedonais, (passadeiras não uniformizadas). Passeios
estreitos.

Oportunidades Ameaças
Interesse dos actores-chave de participarem na
intervenção;
Forte poder centralizador do cluster de
restauração das cervejarias;
Utilizar o valor simbólico do local como porta de
entrada na cidade;
Implementação do PU Alcântara;

Caso as bolsas de estacionamento na periferia (em
análise) não avancem, a retirada de
estacionamento pode levar a uma quebra na
economia local;