Início » Municipio » História » Lisboa Pré-terramoto

Lisboa Pré-Terramoto 1755

Cidade e Espetáculo: uma visão da Lisboa Pré-terramoto é um projeto científico que pretende recriar virtualmente a memória da cidade destruída pelo terramoto de 1 de Novembro de 1755 utilizando a tecnologia de mundos virtuais Second Life. Em desenvolvimento por uma equipa coordenada por Alexandra Gago da Câmara, Helena Murteira e Paulo Rodrigues, investigadores do Centro de História da Arte e Investigação Artística (CHAIA) da Universidade de Évora, o projecto conta ainda com a parceria da empresa Beta Technologies

 

A Lisboa anterior ao Terramoto desapareceu quase completamente não só com a catástrofe de 1 de Novembro de 1755, mas também com a reconstrução ordenada pelo futuro Marquês de Pombal, ministro do rei D. José I, da qual resultou uma cidade de traçado regular e quarteirões uniformes. Da Lisboa barroca ficou apenas a memória de uma cidade mítica, caraterizada pelos viajantes estrangeiros como uma peculiar combinação de extrema devoção religiosa, chocante miséria e desmedida opulência. 

 

O primeiro objetivo do projecto Cidade e Espetáculo é, precisamente, resgatar a memória desta realidade urbana através de uma visualização digital que permita a qualquer pessoa uma visita à Lisboa de antes do Terramoto de 1755 a partir do conforto de sua casa. Ao visitante são proporcionadas a imersão e interação virtual no contexto físico, social e cultural da cidade e, simultaneamente, a partilha desta experiência com outros utilizadores.

 

Esta recriação virtual abrangerá o desenho urbano, o tecido arquitetónico do conjunto desaparecido e os interiores de alguns edifícios mais emblemáticos, tais como o Palácio Real da Ribeira, a Patriarcal, a Ópera do Tejo, o Convento de Corpus Christi e o Hospital de Todos-os-Santos. Incluirá ainda componentes de áudio e de animação, através da introdução de sons do ambiente citadino setecentista, e a reconstituição de espetáculos de ópera, touradas, procissões e outros eventos de destaque no quotidiano da Lisboa da primeira metade do século XVIII. Todos estes elementos serão complementados por caixas de texto de contextualização histórica. Na fase atual, foi recriado o exterior do conjunto do antigo Paço da Ribeira, que incluí, para além do Palácio, a Rua da Capela, a Praça da Patriarcal, a Torre do Relógio, a Casa da Ópera e o espaço confinante da Ribeira das Naus. O mais antigo teatro público de Lisboa, o Pátio das Arcas, foi igualmente recriado. 

 

Todo este conjunto encontra-se, ainda, em modelação, podendo sofrer retificações de acordo com o avanço da pesquisa. Os vídeos disponíveis correspondem a etapas anteriores da modelação, posteriormente atualizada e alargada e, igualmente, a estádios já ultrapassados de desenvolvimento da tecnologia Second Life. Permitem, no entanto, ter uma ideia de conjunto da área da Lisboa já recriada, bem como das potencialidades deste tipo de tecnologia para o conhecimento da história das cidades. Para aceder à fase atual do projeto e usufruir da possibilidade de realizar uma visita virtual à Lisboa barroca desaparecida, clique  aqui

Legendas

mais vídeos  aqui