Pagina principal

PRAÇA DE ESPANHA

LOCALIZAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO

FREGUESIAS:
Avenidas Novas, Campolide e S. Domingos de Benfica

A área a intervir tem como limite a norte, a Linha de Cintura, a Avenida dos Combatentes, a Rua Professor Lima Bastos e a Avenida Columbano Bordalo Pinheiro; a sul, a Avenida Calouste Gulbenkian, a Avenida António Augusto de Aguiar; a nascente, a Avenida Santos Dumont e a Avenida de Berna e a poente, o interior do quarteirão delimitado pela Avenida Columbano Bordalo Pinheiro, a Rua Basílio Teles e a Avenida José Malhoa.

Com a reabilitação desta área pretende-se obter uma melhor integração do futuro parque urbano na malha urbana envolvente, reestruturar a rede viária e tornar permeáveis áreas que hoje estão afetas a um sistema viário sobredimensionado. Esta área de intervenção integra um conjunto de estudos urbanos desenvolvidos para esta zona da cidade.

Área de intervenção aproximada:
123.000 m2

Objetivos

  • Promover o mais possível a preservação das árvores existentes, com destaque para os espécimes que revelem interesse ambiental e patrimonial;
  • Garantir que todas as transplantações de árvores sejam tecnicamente viáveis atendendo às características dos espécimes envolvidos;
  • Assegurar zonas de sombreamento que proporcionem conforto e criem nos utilizadores a sensação de satisfação e de vontade de permanência de utilização;
  • Criar novos enquadramentos paisagísticos, redefinindo a imagem do local e conferindo-lhe homogeneidade;
  • Privilegiar a plantação de espécies autóctones e/ou que não exigiam consumos excessivos de água;
  • Prever a utilização de soluções e materiais de elevada durabilidade, que impliquem custos de manutenção e de exploração reduzidos;
  • Reestruturar e requalificar a rede viária enquanto elemento essencial da estrutura e do espaço público;
  • Criar novos corredores dedicados ao Transporte Público e à rede ciclável;
  • Melhorar a circulação pedonal com a qualificação dos espaços de circulação e de estadia;
  • Reforçar a arborização dos passeios e garantir a introdução de pavimentos táteis.

Participação

Foi lançado em 30 de março de 2017 o Concurso Público de Conceção para a Elaboração do Parque Urbano da Praça de Espanha, que teve, desde a sua génese, uma visão de abertura, participação e diálogo entre o Município, os munícipes e as demais entidades e instituições localizadas na área envolvente à Praça de Espanha.

Após a selecção dos 9 projetos finalistas, de um total de 12 apresentados a concurso, os projectos entraram num período de consulta pública, que permitiu promover um amplo debate em torno das ideias apresentadas e recolher sugestões. Deste processo participativo, que decorreu de 15 de dezembro de 2017 a 28 de fevereiro de 2018, destacam-se:

A apresentação pública do projeto vencedor do concurso de ideias decorreu no dia 11 de fevereiro de 2019, na Fundação Calouste Gulbenkian.

Mais informações



Linhas de ação principais

  • Integração de um novo parque urbano na rede de espaços verdes existentes na Cidade;
  • A Praça/parque deverá ser complementar ao Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian;
  • Promoção da Praça como lugar de lazer e recreio, pólo de atração da envolvente com esplanadas e pequeno comércio associado à entrada na Estação de Metropolitano, parque infantil, equipamentos e espaços exteriores de desporto, estadia, leitura e convívio multigeracional;
  • Distribuição do trânsito de atravessamento no perímetro da Praça, permitindo a criação de um espaço de parque de fácil acesso;
  • Implementação de um novo espaço urbano que unifica espaço público e parcelas edificadas ou edificáveis;
  • Criação de novos serviços e equipamentos e requalificação dos arruamentos e espaços públicos com materiais com elevado grau de resistência e durabilidade;
  • Garantir percursos pedonais e cicláveis em condições de segurança e conforto.